Seguir em frente



O passado pode diminuir sorrisos no presente, acrescentar uma carga pesada de culpa, se tornar um vilão, reprimir pensamentos e adicionar lamúrias sobre as lembranças, apontando que todas as atitudes ao ver culposo foram decisões erradas, causando tormenta.


O passado julgador deixa uma dose de incapacidade, e acrescenta várias duvidas, mas esquecendo da verdadeira realidade, o lado positivo das razões tomadas em cada decisão para aquele momento.


Viver remoendo o que já não existe mais é entrar em um limbo de aflições desnecessárias, não pode tentar curar uma ferida cutucando-a todos os dias, há coisas que se assemelham com o tempo e ambos sempre irão passar.


Toda história vivida é uma bagagem mista de emoções, cabe a cada indivíduo separar e decidir se vale a pena permanecer com um fardo é preciso entender que a vida nunca para e o passado é uma consequência.


O eu do passado não conseguiria pensar e agir com a mesma maturidade de agora, o tempo constrói novas visões, relações, amores e atitudes; cada uma no seu espaço correto.


"E se tivesse feito diferente?" A verdade é, não teria feito, tudo é como deveria ser.


O passado pode ser enganador, fazendo com que se esqueça de fato do que aconteceu, retirando a culpa dos outros e adicionando na conta pessoal, fantasiando uma realidade inexistente.


Estamos impossibilitados de alterar o que já passou, mas sempre há oportunidades de novas tentativas e recomeços, um novo dia sempre surge.


Todos precisam parar de carregar dentro do peito o peso do passado, com a desculpa de que é essencial, quando na verdade não é.


Seja livre das amarras!

7 visualizações

"A coisa mais indispensável a um homem é reconhecer o uso que deve fazer do seu próprio conhecimento."

Platão

Contador de 

Visitas:

Siga o Além dos Muros

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon