top of page

Os anjos nos abandonam



Assassinatos em massa

Campos da morte

Propaganda da eliminação

Pessoas têm que estar motivadas para matar outras.


Pensamentos mágicos da realidade objetiva

Homens econômicos

Luxúria, poder e orgulho.


Escribas do santuário

Seu templo me acalma!

Sacrifícios são necessários para o sol se levantar.


Tempos mórbidos

Nos palcos do poder,

Rajadas de ignorância nos atingem.


A insensatez aperta o gatilho

A indiferença nos assombra

E o desrespeito assume o lugar.


Ninguém parece se importar

A espreita de um abismo

Os ceifeiros nos cercam.


Mas, a resistência transcenderá

Marielle, Dorothy, Chico.


Nossa guerra civil está em curso

Assassinatos em massa

Campos da morte

Propaganda da eliminação

As pessoas têm que estar motivadas!


O nosso Reich está pronto!


No templo, os escribas acalmam

A mente dos iludidos

A morte que não existe

Para os convertidos que resistem

Em negar sua motivação.


Enquanto os anjos nos abandonam.



Texto:

César Camargo

60 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Espero

Commentaires


bottom of page